Governo Federal reduz inflação

Governo Federal reduz inflação pela 2ª vez consecutiva

A redução foi de 0,36% em agosto após recuo de 0,68% em julho, quando a taxa foi a menor desde o início da pesquisa, em janeiro de 1980. Resultado foi impulsionado pela redução nos preços dos combustíveis e da energia elétrica e o Brasil registra inflação menor do que Canadá, Estados Unidos, Reino Unido e França

Com as medidas do Governo Federal, o Brasil está reduzindo a inflação, aquecendo sua economia e aumentando o PIB.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, registrou queda de 0,36% em agosto, atingindo 4,39% no ano e 8,73% em 12 meses, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em julho, a inflação já vinha reduzindo, com recuo de 0,68% e, com isso, a taxa foi a menor desde o início da pesquisa, em janeiro de 1980.

Em comparação a alguns países que sempre tiveram inflação mais baixa, o índice de preços ao consumidor em 2022, no Brasil, é menor do que o registrado no Canadá, Estados Unidos, Reino Unido e França.

Segundo o IBGE, o resultado foi impulsionado pela redução no preço dos combustíveis e da energia elétrica. Em julho, o preço da gasolina caiu 15,48% e, em agosto, a retração foi de 11,64%. Já a energia elétrica caiu 5,78% em julho, em função da redução das alíquotas de ICMS.

Além disso, com a trajetória crescente da economia do Brasil, no segundo trimestre de 2022, o Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma dos bens e serviços finais produzidos no País, cresceu 1,2%, em comparação com o período anterior. É o quarto resultado positivo seguido do indicador, alcançando R$ 2,404 trilhões em valores correntes.

Com isso, a economia brasileira chegou ao segundo patamar mais alto da série.

 

fonte: Subsecretaria de Imprensa/SECOM

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Redação

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto | https://diretonoticias.com.br | Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes:

Veja Também

Bitcoin encerra primeiro semestre com valorização de 44% em dólar

Bitcoin encerra primeiro semestre com valorização de 44% em dólar

O bitcoin foi um dos ativos com melhor desempenho no primeiro semestre de 2024. Até …