PF identifica 8 Vagabundos que divulgaram imagens do ENEM

                   Já foram identificadas oito pessoas que divulgaram imagens dos Cadernos de Questões depois do início das provas no primeiro domingo do exame
A operação de segurança para aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023 já identificou oito pessoas que divulgaram imagens dos Cadernos de Questões durante as provas do primeiro domingo, aplicadas em 5 de novembro. As fotografias foram detectadas por meio de monitoramento do Ministério da Educação (MEC) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que prontamente acionaram a Polícia Federal para investigar as irregularidades. Após apurações, não há nenhuma informação de postagem de conteúdo da prova antes do horário estipulado para início da aplicação.

A Polícia Federal (PF) identificou e já realizou oitiva com as pessoas que cometeram as irregularidades nas cidades de Caruaru (PE), Natal (RN), Cornélio Procópio (PR) e Brasília (DF). Além disso, ainda estão sendo realizadas diligências no Rio Grande do Sul e no Ceará. A operação também apreendeu materiais com suspeita de uso para aplicação de fraude ao exame em Maceió (AL) e Vitória da Conquista (BA). As empresas responsáveis pelo gerenciamento das mídias sociais foram oficializadas para preservar as imagens das provas e auxiliar com o rastreamento das postagens.

Segurança – Para a aplicação do Enem, profissionais de diversas áreas atuam, de forma integrada, para monitorar possíveis ocorrências no armazenamento e na distribuição dos malotes de provas. Vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) tem a atribuição de promover a integração das instituições participantes de operações nacionais ou regionais. Nos estados, o monitoramento da Operação Enem 2023 é feito pelas forças de segurança, por suas respectivas secretarias de segurança pública ou estruturas similares. Cada órgão atua dentro da sua atribuição legal.

A atuação integrada envolve MEC; Inep; MJSP, PF; Polícia Rodoviária Federal (PRF); Ministério da Defesa (MD); Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT); Secretarias de Segurança Pública – polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); guardas municipais; concessionárias de energia, água e telefonia, além da empresa aplicadora do exame.

fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC, com informações do Inep

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Ary Ribeiro

Jornalista no portal Direto Notícias e comentarista político na Rádio Nova Iguaçu FM - Todo o conteúdo criado e publicado por mim, é de minha inteira responsabilidade. Artigos de opinião e notícias checadas e publicadas por mim, não expressam necessariamente a opinião do Direto Notícias, ou sua posição.

Veja Também

Hemodiálise Noturna: Lótus Nefrologia realiza tratamento inovador para pacientes renais

Hemodiálise Noturna: Lótus Nefrologia realiza tratamento inovador para pacientes renais

A hemodiafiltração (HDF), diferente da hemodiálise convencional, é uma modalidade de tratamento que promove a …