Lula transforma verdade em “desinformação” e persegue quem criticar o governo

Lula transforma verdade em “desinformação” e persegue quem criticar o governo

                 Lula transforma verdade em “desinformação” e persegue quem criticar o governo

Em meio ao caos da tragédia no Rio Grande do Sul, o PT mostrou mais uma vez sua vocação autoritária. Enquanto o país arregaça as mangas e se mobiliza para resgatar e auxiliar as vítimas, o governo transforma verdade em mentira e mentira em verdade – e usa a Justiça para perseguir seus críticos.

Com a população gaúcha sofrendo um desastre sem precedentes, o brasileiro imediatamente mostrou o que tem de melhor. Campanhas de doação foram organizadas em todo o país. Toneladas de alimentos, água, roupas e colchões embarcaram rumo ao sul, junto de voluntários dispostos a colocar a própria segurança em risco para ajudar. Chegando lá, muitos encontraram o que há de pior na ineficiência do Estado brasileiro.

Relatos de caminhões barrados e multados começaram a surgir nas redes sociais. Um governo preocupado em garantir uma resposta adequada ao desastre teria averiguado a situação, e feito de tudo para que a verdade viesse à tona e os problemas fossem resolvidos. Mas esse não é o governo do PT.

A prioridade do governo foi “combater a desinformação”, mesmo antes de conferir o que era ou não verdade. Os braços do governo na mídia imediatamente taxaram as acusações de “fake news bolsonaristas”, deixando de lado o trabalho essencial do jornalismo que é verificar os fatos. O SBT cumpriu com seu papel e confirmou que, sim, houve casos de caminhões com doações sendo impedidos de chegar ao seu destino por burocracia. Mesmo que não tenha sido um esforço coordenado do governo, o fato é que não havia desinformação ou fake news. Em situações caóticas como esse desastre natural, a verdade não pode ser um fato político decidido a priori.

Pior ainda foi a resposta da Secretária da Comunicação, comandada pelo petista Paulo Pimenta, que acionou a Polícia Federal para investigar os autores das supostas “fake news”. Vários usuários de redes sociais foram listados, incluindo Steh Papaiano. Seu crime? Escrever no Twitter que “o ‘estado’ como ente centralizador até agora só entregou dificuldade e ineficiência”.

O governo não pode mobilizar as instituições do Estado para intimidar e calar seus críticos. Pelo contrário, a liberdade para criticar as ações do governo é fundamental para qualquer democracia.

Não satisfeito em transformar a verdade em mentira, o governo também fez o movimento contrário: tentar transformar uma mentira em verdade. A Folha de São Paulo divulgou, ainda na terça-feira, que o governo do Uruguai ofereceu lanchas, drones e um avião para auxiliar no resgate das vítimas das cheias. Mais uma vez, o governo tentou transformar uma notícia negativa em uma notícia falsa, e disse que o governo aceitou a ajuda, e que um helicóptero uruguaio já estava operando. Dessa vez a apuração ficou por conta do nosso deputado Marcel van Hattem. Em reunião com o embaixador do Uruguai, o deputado confirmou que o governo recusou outros materiais de apoio, incluindo os mencionados na matéria.

Não são casos isolados. O que aconteceu nos últimos dias mostra exatamente como funciona o governo do PT: se a informação é ruim para o governo, precisa ser enquadrada como “desinformação”. E quem criticar deve ser vigiado e punido. Não há qualquer preocupação com o que é verdade e o que é mentira. A única preocupação é se manter no poder e aniquilar seus adversários políticos.

fonte: NOVO

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Redação

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto | https://diretonoticias.com.br | Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes:

Veja Também

Crises comprovam que o “jeito Lula” de governar está esgotado

Crises comprovam que o “jeito Lula” de governar está esgotado

Acima de tudo, Lula candidatou-se em 2022, com o único objetivo de limpar a própria …