22 de Abril: Descobrimento do Brasil foi realmente nesse dia?

22 de Abril: Descobrimento do Brasil foi realmente nesse dia?

                  22 de Abril: Descobrimento do Brasil foi realmente nesse dia?

Em 22 de abril de 1500, um marco histórico ocorreu quando uma frota impressionante de navios portugueses, liderada por Pedro Álvares Cabral, aportou nas terras que hoje conhecemos como Brasil.

Com mais de 1400 homens a bordo, a frota era considerada colossal para a época. Composta por nove naus, três caravelas e uma naveta carregada de mantimentos, cada navio desempenhou um papel crucial na jornada. As naus, com seus imponentes 35 metros, e as caravelas, mais modestas com até 22 metros. Portanto, estas formavam uma frota preparada para uma missão de grande magnitude.

Este evento monumental é conhecido como o “Descobrimento do Brasil”, um acontecimento que alterou para sempre o curso da nossa história.

No entanto, existem diferentes interpretações sobre essa narrativa. Algumas pessoas podem se lembrar das aulas de história na escola, onde foi ensinado que os portugueses estavam em busca de uma “rota alternativa”. Isto é, para as Índias e por acaso, encontraram o território brasileiro. Esta é uma teoria defendida por historiadores renomados como Capistrano de Abreu e Francisco Adolfo de Varnhagen.

Os historiadores

Por outro lado, existem historiadores, como Gilberto Freyre e Edson Nery da Fonseca, que argumentam que a viagem dos portugueses foi intencional. Eles acreditam que, ao navegar pela costa africana usando a técnica de “circum-navegação” – uma estratégia de navegação em círculos para evitar as fortes correntes oceânicas – os navegadores portugueses avistaram terras ao navegar na direção oposta à costa africana.

Essas terras, posteriormente exploradas, levaram ao que hoje conhecemos como o Descobrimento do Brasil.

O Pioneiro das Grandes Navegações

Portugal, um dos primeiros reinos europeus a se aventurar pelos mares, é conhecido por sua rica história de exploração marítima. A era da Idade Moderna, marcada pelas “Grandes Navegações”, teve Portugal e Espanha como seus principais protagonistas.

Em suma, a expansão internacional de Portugal é resultado de uma combinação de fatores, que vão desde a geografia do reino até a fé local. Aqui estão os cinco principais motivos que impulsionaram a expansão portuguesa:

  1. Geografia de Portugal: O território de Portugal, que cabe 92 vezes no atual território brasileiro, é banhado pelo mar, o que incentivou o desenvolvimento de tecnologias marítimas.
  2. Modernização do Reino: Após estabelecer a paz com a Espanha, Portugal, um pequeno reino da Península Ibérica, não tinha outra opção de expansão senão o mar. Isso levou ao investimento em expedições marítimas e tecnologias avançadas.
  3. Fé Cristã: O reino, sendo católico, viu nas navegações uma oportunidade de expandir a fé e conquistar novos fiéis.
  4. Heroísmo: A jornada marítima exigia um alto grau de heroísmo. Pedro Álvares Cabral e sua equipe navegaram por 44 dias sob um sol forte, rumo a terras desconhecidas, enfrentando riscos de doenças, recursos escassos e os perigos do oceano.
  5. Economia Portuguesa: As expedições marítimas abriram novas oportunidades econômicas para o reino, que foram aproveitadas tanto pelo rei quanto por seus súditos.

Além disso, os navegadores escolhidos para essa tarefa hercúlea eram os melhores. Ademais, Pedro Álvares Cabral e seus marinheiros tinham uma relação direta com os templários, uma ordem religiosa e militar conhecida por sua bravura e habilidades marítimas.

A Cruz de Malta

Por que a Cruz de Malta adornava as velas dos navios de Pedro Álvares Cabral? Este é um questionamento que pode ter surgido em sua mente. Afinal, todas as naus e caravelas da época ostentavam esse símbolo.

A Cruz de Malta, presente nas embarcações que descobriram o Brasil, é mais do que um simples adorno. Ela representa a Ordem de Cristo, a entidade que tornou possível essa descoberta monumental.

Talvez você nunca tenha ouvido falar disso. Infelizmente, essa parte crucial da história é frequentemente omitida em muitas escolas. Em resumo, a cruz é um símbolo da Ordem de Cristo, uma ordem religiosa e militar que herdou a missão dos Cavaleiros Templários. Além disso, existe um documento histórico que relata a chegada dos portugueses ao Brasil. Acima de tudo, este documento é considerado a “certidão de nascimento” do Brasil.

Trata-se da carta de Pero Vaz de Caminha, o primeiro relatório que o Rei de Portugal recebeu sobre a descoberta das novas terras. Aqui está um trecho:

“Até agora, não pudemos saber se há ouro, nem prata, nem coisa alguma de metal ou ferro. Porém, o melhor fruto, que nela se pode fazer, me parece que será salvar esta gente. E esta deve ser a principal semente que Vossa Alteza nela deve lançar.”

Portanto, a chegada dos portugueses ao Brasil teve motivações que vão além da típica noção de exploração e invasão de território. A história é muito mais rica e complexa.

Por fim, independentemente da teoria que você acredita (descoberta acidental ou intencional) o fato é que, em 22 de abril de 1500, os portugueses chegaram ao Brasil, marcando um momento decisivo na história.

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Redação

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto | https://diretonoticias.com.br | Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes:

Veja Também

Porto Vitória x Rio Branco

Porto Vitória vence o Rio Branco por 3 a 1

  O Direto Notícias estava presente no Kleber Andrade, Cariacica, este sábado (18) para cobrir …