Esquina da Cultura?

Relembrando neste momento um velho e conhecido dito popular: ¨Como dizia a vovó, com açúcar até jiló¨!
Pois bem Sras e Srs !
Enquanto o nosso gestor ¨alegra¨ o povão com os belos e caros espetáculos da mídia nacional, os pobres artistas locais se vestem mais uma vez de palhaços para assistirem a um grande evento de marketing político promocional financiado pelo dinheiro do pagador de impostos sem qualquer participação da representatividade cultural.

                 O Imperador Romano Otávio Augusto entre outros, nos famosos eventos realizados na Praça do Coliseu (Arena) sempre ordenava: ¨Dê Pão e Circo ao Povo¨, onde eram distribuídos pães ao povo durante os espetáculos de enfrentamentos entre homens e feras.
                 No caso específico de Guarapari do Séc. XXI – na gestão Magalhães diante da famigerada e mal denominada ¨Esquina da Cultura¨, poderíamos fazer um rápido comparativo à época dos imperadores romanos, quando no tempo atual o mandatário de Guarapari também atrai multidões através de promoções de cantores e bandas da mídia nacional, aliado a um seleto comércio local e a um perverso conjunto de regras que segregam a participação democrática social, denominando tudo isso como ¨Grande Evento Cultural¨!
                Nas gestões de Magalhães não ocorreram as distribuições de pães ao povo ou os espetáculos de horrores no Coliseu como faziam os Imperadores, no entanto, as estratégias e métodos utilizados entre Guarapari e Roma por massificação e entretenimento popular são bem similares, sobretudo quando o objetivo central é a cooptação política como massa de manobra. Em Roma promoviam o circo mas alimentavam o povo, enquanto em Guarapari é oferecido o ¨circo¨ e negado o pão!
               A crueldade cometida na cultura local é a expressão mais real de políticos, gestores, empresários e lideranças de base que deliberadamente se negam a debater a importância dos valores culturais históricos e artísticos de um povo que urge por providências e atitudes. Nossas riquezas históricas já bem dilapidadas ou extintas no tempo, bem como as pessoas destas artes marginalizadas sem incentivos e sem pertencimentos.
              Enquanto as políticas do ¨Pão e Circo – sem pão¨ infestam as mídias sociais do município promovendo eventos anti-culturais, continuaremos presenciando o abuso do poder no desvio de parte do orçamento público para financiarem artistas da mídia nacional priorizando a politicagem e a falta de vergonha na cara.

Pobre Município de Guarapari da Esquina da Cultura!!!
Pobre Município de Guarapari…
Pobre…

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Cavalcanti

Colunista de Cultura, Filosofia, História, Política e áreas correlatas no portal DN - Todo o conteúdo criado e publicado por mim, é de minha inteira responsabilidade. Artigos de opinião e notícias checadas e publicadas por mim, não expressam necessariamente a opinião do Direto Notícias, ou sua posição.

Veja Também

Como se preparar e se comportar em uma entrevista de emprego

Como se preparar e se comportar em uma entrevista de emprego

Desenvolver habilidades e levar conhecimento aos jovens para que possam conquistar o primeiro emprego é …