Redirecione seu Imposto de Renda e ajude instituições em ações socioculturais

                         VR Projetos faz o match entre quem paga I.R e quem precisa do incentivo

Você sabia que é possível fazer a diferença na vida de muitas pessoas através do direcionamento do Imposto de Renda? Esse direito legal não é privilégio somente das empresas que podem destinar parte do I.R. para causas sociais, mas pessoas físicas também podem doar seu imposto para contribuir com diversos projetos – e a maior parte da população contribuinte não sabe dessa informação. Esse movimento, onde pessoas físicas destinam parte do seu imposto, é chamado de I.R. do BEM.

Com o objetivo de incentivar pessoas físicas que pagam Imposto de Renda a destinar parte dele para iniciativas socioculturais, quem contribuir com o I.R. do BEM pode reverter até 6% do imposto a pagar (conforme tabela dos limites de incentivos federais das pessoas físicas) para apoiar iniciativas e as ações transformadoras que beneficiam muitas pessoas.

Com I.R. do BEM, o contribuinte sabe o destino de parte do dinheiro que paga de imposto e pode ter garantia de que os valores direcionados para ações de âmbito cultural, social ou esportivo, contribuirão para o desenvolvimento das pessoas envolvidas.

E promover o encontro de quem quer ajudar, com quem precisa desse apoio, é um dos papéis da VR Projetos Culturais e Educacionais, empresa de Porto Alegre que, desde 2009, une causas e incentivadores por todo o Brasil. “Somos uma empresa especializada na captação de recursos, bem como na assessoria de empresas e pessoas físicas para o direcionamento de seu Imposto de Renda para projetos sociais e culturais através de Leis de Incentivo. Além disso, viabilizamos e acompanhamos a realização de projetos socioculturais em qualquer região do Brasil”, explica o diretor da VR Projetos, Renato Paixão.

Até agora, já foram 498 municípios atendidos em todo o país e mais de 5 milhões de pessoas já foram beneficiadas por projetos socioculturais que receberam doações vindas do Imposto de Renda de pessoas físicas e empresas. Além de oferecer todo o processo de divulgação, cadastro dos participantes, documentação e seleção de projetos, a VR Projetos também se envolve muito com todas as iniciativas, com total transparência para todos os envolvidos.

“Todos os projetos de alto impacto sociocultural ou educacional que apresentamos, passam por um criterioso processo de seleção, que exige que os projetos estejam alinhados às nossas diretrizes (missão, visão e valores), em dia com os órgãos reguladores e aptos para a captação”, conta Paixão.

O movimento de destinação do imposto de renda para projetos sociais também veio para ajudar a iniciativa privada ampliar suas ações de ESG (sigla para governança ambiental, social e corporativa, do inglês Environmental, social, and corporate governance) ou nas ações de Responsabilidade Social Empresarial, promovendo, além disso, o engajamento dos colaboradores nas ações que apoia, já que empresas podem doar seu I.R. para projetos e os funcionários, como pessoa física, podem participar do I.R. do BEM, também ajudando alguma instituição ou projeto sócio-cultural.

Esse é o caso do projeto Futebol Americano na Escola – FAE FLAG, de Manaus, que, inscrito na Lei de Incentivo ao Esporte em abril de 2022, teve seu primeiro incentivo através da INNOVA S.A., empresa do Polo Petroquímico de Triunfo/RS e com fábrica em Manaus/AM. As duas – empresa e projeto – buscaram a VR Projetos para ajudar nesse processo. “Ficamos felizes em ser esse canal que oportuniza essas ações do BEM através do direcionamento do imposto de renda para transformar vidas, pois existem apenas dois caminhos para quem paga o I.R.: lamentar a alta carga do imposto e simplesmente deixar para o governo federal ou conhecer o Lado Bom do Imposto, utilizando parte do I.R. para ações transformadoras”, finaliza Paixão.

fonte: Faro Comunicação

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Redação

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto | https://diretonoticias.com.br | Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes:

Veja Também

Advogada esclarece que herdeiros não são responsáveis pelas dívidas de um falecido

Advogada esclarece que herdeiros não são responsáveis pelas dívidas de um falecido

A sucessão é um processo inevitável que ocorre após a morte de uma pessoa, envolvendo a …