A revolução da biometria na experiência do consumidor

A revolução da biometria na experiência do consumidor

               Pesquisadores de IA, Neurociência e Neuromarketing revelam em livro como a tecnologia silenciosa explora expressões, reações e até o fluxo sanguíneo para moldar hábitos dos clientes

Dados biométricos, colhidos a partir de reconhecimento facial, da íris, retina, das digitais ou da voz, são analisados por softwares capazes de capturar reações do consumidor, como o tempo gasto observando um produto, as expressões faciais nesta análise, e o nível de satisfação durante a experiência em uma loja online ou aplicativo. Com a avaliação dessas respostas emocionais, é possível entender que fatores influenciam diretamente as decisões de compra. Parece coisa do futuro? Na verdade, isso já acontece e você nem percebe.

Em Neuromarketing – Ciência, Comportamento e Mercado, Luiz Moutinho, pesquisador e futurecast de Marketing, e Karla Menezes, pesquisadora em Neurociência do consumidor, detalham a revolução da biometria no modo das empresas entenderem e interagirem junto aos consumidores. No lançamento da DVS Editora, os especialistas exploram as nuances das áreas cerebrais que influenciam preferências, impulsos e comportamentos de consumo.

Grandes corporações já perceberam o valor da biometria. A Samsung, por exemplo, registrou uma patente que detalha maneiras de rastrear o fluxo de sangue do usuário e abre oportunidade para monitorizar a saúde e a forma física. Startups trabalham para desenvolver tecnologia vestível (wereable) na forma de adesivos de pele que recolhem dados biométricos e monitoram desde a frequência cardíaca até hidratação da pele, além de encaminhar, via e-mail, informações inteligentes e, se desejar, recomendações de produtos.

Moutinho e Karla apresentam técnicas neurocientíficas úteis para otimizar campanhas, aprimorar a experiência do cliente e impulsionar o sucesso dos negócios. O leitor terá acesso a insights sobre tendências de Brand Sense, que trabalha os sentidos, a exemplo da ciência por trás do inconfundível cheiro de carro novo, e Hipersonalização, configurada pelo uso de dados para a oferta de produtos, serviços e soluções conforme a necessidades de cada cliente.

Ao descreverem exemplos e experimentos de pesquisas reais, e demonstrar aplicações de negócios com resultados promissores, os especialistas abordam de que forma os padrões de comportamento já foram integrados à biometria para fornecer recomendações personalizadas e até mesmo exibir anúncios relevantes para um usuário específico.

Análise impactante sobre maneiras das tecnologias biométricas e neurocientíficas moldarem hábitos de consumo, Neuromarketing – Ciência, Comportamento e Mercado atesta que essa revolução já está em curso, transformando silenciosamente a comunicação e a interação das empresas com seus públicos.

fonte: LC Agência

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Redação

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto | https://diretonoticias.com.br | Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes:

Veja Também

Inteligência artificial vai substituir profissional incapaz de tomar decisões

Inteligência artificial vai substituir profissional incapaz de tomar decisões

“O grande diferencial do ser humano é a capacidade de tomar decisões”. Com essa declaração …