Verdades inconvenientes, ou agradáveis mentiras populistas?

O que a maioria das pessoas realmente preferem? As verdades inconvenientes, ou as agradáveis mentiras populistas?

Antes de mais nada, observa-se que há uma ampla gama de pessoas, que encaram a política e a cidadania, apenas como meras questões de politicagem em véspera de eleição. E frequentemente, poucos de forma efetiva, realmente  estão interessados em debater soluções concretas e palpáveis para os reais anseios, necessidades e problemas das cidades, estados e do até pais fora de períodos eleitorais.

Sob o mesmo ponto de vista, nossa cidades precisam urgentemente de menos politicagem, e precisam de mais cidadania verdadeiramente ativa, sem interesses por trás daqueles que batem, apenas porque querem denegrir e cometer assassinatos de reputações. E com isso, não debatem para buscar soluções construtivas e edificantes.

Definitivamente, é impressionante a quantidade de gente nas cidades, nos estados, e no Brasil, que ainda caem no conto dos populistas e demagogos. Populismo, significa em suma, o político prometer soluções fáceis, agradáveis aos ouvidos e gostosas de se escutar, para deixar as pessoas mais felizes a curto prazo. Porém, com um alto preço mais à frente, para ser pago pelo contesto geral da sociedade como um todo.

Do mesmo modo, significa falar em mais e mais gastos, mais e mais “bondades” que o governo vai fazer por você, sem te lembrar, sobre o fato de quem paga essa conta depois, é você mesmo, e toda a sociedade. E sempre sai, bem mais caro a posteriores. E muitas vezes sai bem mais do que o dobro.

Como resultado, o politico populista e demagogo, costuma descuidar das contas publicas, gastando mais do que se arrecada, sem trazer a publico de forma ética e responsável, que a consequência é sempre a mesma: É aquilo que você já sabe que acontece, se você gastar mês após mês, mais do que seu salário permite. Se fosse na vida privada, enche-se de dívidas, fica-se escravo dos juros, e se cria uma bomba apta á explodir mais adiante lá na frente. A mesma coisa, ocorre com a contabilidade publica, nas mãos dos políticos demagogos e populistas, que age de forma irresponsável e inconsequente, que trata assim as contas publicas.

Em conclusão, quem é responsável sabe que não existem soluções fáceis, rápidas, magicas, nem miraculosas para os reais problemas e dilemas da vida publica. Portanto sabe-se que por meio de trabalho duro, disciplina, combate aos privilégios, que será o único caminho palpável e concreto, para o Brasil ficar mais próspero e justo para seus habitantes.

 

 

Em suma:

Diga não aos populistas e demagogos.

Sobre Marcelo de Medeiros

Articulista no portal Direto Notícias - Todo o conteúdo criado e publicado por mim, é de minha inteira responsabilidade. Artigos de opinião e notícias checadas e publicadas por mim, não expressam necessariamente a opinião do Direto Notícias, ou sua posição.

Veja Também

Fiúza fala sobre URNAS ELETRONICAS

Fiúza fala sobre URN4S Eletrônicas

Fiúza fala sobre URN4S Eletrônicas e parece não incomodar o ministro Alexandre de Moraes. O …