Operação Cofre: bandidos, joias e veículos

      Operação foi realizada pela Delegacia Regional de Alegre, com a Delegacia de Polícia de Guaçuí e apoio do 10º Batalhão da PMES no bairro Santa Mônica, em Guarapari.
A Delegacia Regional de Alegre, em ação com a Delegacia de Polícia de Guaçuí, com o apoio do 10º Batalhão da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), deflagrou, nesta terça-feira (22), a “Operação Cofre”, para cumprimento do mandado de busca e apreensão, e prisão, no bairro Santa Mônica, em Guarapari, contra um homem de 39 anos, suspeito de ser um dos autores de um furto ocorrido na madrugada do dia 30 de janeiro, no bairro Centro, em Alegre, onde foi subtraído um cofre com dinheiro, joias, duas armas de fogo e notebook.

Durante a operação, foram recuperados joias e mais de R$ 36 mil em dinheiro, além de apreendidos dois veículos automotores e eletrodomésticos. Um outro suspeito já havia sido preso. Já nas investigações, a equipe constatou que um dos autores do roubo, de 32 anos, era amigo do filho da vítima. Após ter informações sobre o cofre, ele arquitetou um plano e decidiu, na madrugada do dia 30, com o homem de 39 anos e o outro de 34 anos, furtar o cofre.

“Iniciamos as investigações, assim que tivemos ciência do fato. Durante as diligências, conseguimos prender no dia 09 de fevereiro, no bairro Centro, em Alegre, o homem de 32 anos, que foi o responsável por elaborar o plano. Na ocasião, ele indicou o local onde arrombaram o cofre e dividiram os bens furtados, sendo numa área de restinga em Setiba, em Guarapari. Além disso, recuperamos diversos objetos, incluindo barras de ouro e documentos da vítima”, contou o titular da Delegacia de Polícia de Guaçuí, delegado Marcos Nery.

Dando sequência às investigações, a equipe constatou que um dos suspeitos de 39 anos estava morando no bairro Santa Mônica, em Guarapari. Ele tinha duas condenações por furto na comarca de Cachoeiro de Itapemirim, e estava residindo há três anos em Santa Mônica, também realizando furtos.

Durante a operação, os policiais cercaram a residência e conseguiram deter o suspeito. Ao ser indagado sobre o furto em Alegre, ele confessou a autoria e disse que foi o primeiro furto no município alegrense. Ele indicou o local que guardava o dinheiro, sendo recuperados R$ 36.220 em dinheiro, uma pistola Cal 7,65, várias joias, notebook e diversos objetos que foram adquiridos com os valores subtraídos, entre eles um automóvel Renault Sandero, um moto Falcon, geladeira, fogão, várias ferramentas e um televisor.

Além disso, constatou-se que o indivíduo ostentava uma vida de luxo, sendo que, em 20 dias, ele confessou ter gasto mais de 100 mil reais com compras de objetos, alimentação em bares e restaurantes. Todos os objetos foram apreendidos e levados para a Delegacia de Regional de Alegre, para o cumprimento do mandado de prisão. Além disso, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e encaminhado ao Sistema Prisional. As investigações continuam para prender o suspeito de 34 anos que está foragido.

Sobre Direto Noticias

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto. https://diretonoticias.com.br - Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes.

Veja Também

Documento apresenta parâmetro para que gestores levem Internet adequada às escolas públicas

Qual a velocidade de banda larga ideal para garantir a realização de atividades pedagógicas nas …