Site de Adultério revela Pesquisa sobre Traição e Felicidade no Casamento

Site de Adultério revela Pesquisa sobre Traição e Felicidade no Casamento

                  Traição | 4 em cada 10 pessoas que se consideram felizes em seu relacionamento cometem adultério. Estudo ‘Perfil de um típico membro do Ashley Madison’ trouxe informações como renda, tempo de relacionamento e outros motivos que fazem seus usuários terem um caso
A frase “Quem está feliz não trai” pode não ser totalmente verdadeira. De acordo com um estudo realizado pelo Ashley Madison (site de adultério/traição), que revelou os resultados do “Perfil de um Membro Típico do Ashley Madison”. Na pesquisa, a satisfação conjugal dos seus membros foi um dos tópicos abordados e até mesmo aqueles que estão satisfeitos com seu relacionamento podem ter um caso extraconjugal. Os dados, como duração do relacionamento e renda, revelam insights interessantes sobre a dinâmica das conexões modernas e destacam as diferentes experiências vividas pelos usuários.

A pesquisa, realizada com 2.117 membros da plataforma de 11 a 26 de maio de 2021 e com 2.317 pessoas de 11 a 15 de maio de 2023, mostra que uma parte significativa dos membros (39%) relatou sentir-se feliz em seus casamentos, mas ainda assim têm um affair. “A porcentagem aumentou em relação aos dados de dois anos atrás, sugerindo que uma parcela considerável dos usuários está satisfeita com seus relacionamentos, mas busca uma conexão adicional fora do casamento para complementar suas vidas emocionais e físicas”, afirma Isabella Mise, Diretora Sênior de Comunicações do Ashley Madison.

Mais da metade (55%) dos membros descreveram seus casamentos como frustrantes, mas toleráveis. Essa proporção permaneceu praticamente estável em comparação aos dados de 2021, indicando que muitas pessoas optam por permanecer em relacionamentos que não atendem completamente às suas expectativas, mas ainda encontram maneiras de lidar com essas frustrações.

Apenas 6% dos membros consideraram seus casamentos insuportáveis. Essa proporção diminuiu em comparação com 2021 (8%), possivelmente indicando que alguns indivíduos optaram por explorar alternativas extramatrimoniais para encontrar uma solução para sua insatisfação conjugal.

Tempo e renda

Para 20% dos usuários na plataforma Ashley Madison, seus affairs foram de apenas uma noite. Já 6% dos respondentes relataram que seus casos duraram uma semana. No entanto, um número considerável de membros busca casos de longo prazo, com 28% afirmando que duram um mês e 46% indo além disso.

                 Site de Adultério revela Pesquisa sobre Traição e Felicidade no Casamento

O estudo também mostrou outros dados sobre o perfil dos membros do Ashley Madison. Apenas 2% dos membros estão atualmente em casamentos ou relacionamentos com menos de um ano, e 10% dos membros estão em relacionamentos entre 1 e 9 anos.

Os números aumentam de acordo com o tempo de relacionamento – 33% estão em relacionamentos que duram de 10 a 19 anos, um número que se manteve estável desde 2021. E a maioria, 45% dos membros, está em relacionamentos com mais de 20 anos. Isso indica que a maioria dos membros do Ashley Madison se junta ao site depois de ter vivido uma vida e perceber posteriormente que os padrões de relacionamento e casamento tradicionais simplesmente não funcionam para eles.

Em relação à renda dos membros, houve apenas duas mudanças significativas – 37% dos membros têm uma renda anual bruta entre R$2.005 e R$8.640, representando um aumento significativo em comparação com 2021. Esse aumento sugere uma maior participação de membros com renda média. Entre os usuários que ganham acima de R$11.262, houve uma diminuição de 10 pontos percentuais em relação a 2021, representando 43% da amostra. Entre as outras faixas de renda, entre R$0 e R$1.254, R$1.255 e R$2.004 e R$8.641 e R$11.261, os números permaneceram estáveis.

Esses dados reforçam a diversidade e complexidade das motivações dos membros do site Ashley Madison e destacam a importância de fornecer um ambiente seguro e confidencial para que eles busquem conexões extramatrimoniais discretamente.

fonte: Sherlock Communications

Compartilhe essa publicação, clicando nos botões abaixo:

Sobre Redação

Portal Direto Noticias - Imparcial, Transparente e Direto | https://diretonoticias.com.br | Notícias de Guarapari, ES e Brasil. Ative as notificações ao entrar e torne-se um seguidor. Caso prefira receber notícias por email, inscreva-se em nossa Newsletter, ou em nossas redes:

Veja Também

Guia: Cidadania Portuguesa Através do Casamento

Guia: Cidadania Portuguesa Através do Casamento

Em 2022, observou-se uma diminuição na concessão de cidadania portuguesa a estrangeiros. No entanto, de …